Mais de 32 mil pessoas saíram de Manaus por meio de transportes intermunicipais neste feriado (1º/5)

Cerca de 32.559 mil pessoas utilizaram os serviços de transportes intermunicipais no Amazonas, no período de 28 de abril a 1º de maio, durante a Operação Viagem Segura – Dia do Trabalhador. O dado é da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam), responsável por coordenar a ação de fiscalização.

Destes, 16.471 optaram pelo modal rodoviário e 16.088 pelo hidroviário. As fiscalizações contabilizaram 1.630, sendo 1.276 no rodoviário e 354 no hidroviário.

A operação foi desenvolvida nos modais rodoviário e hidroviário intermunicipais, contando com o apoio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM); do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM); e da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH).

Após avaliação do Departamento de Transporte Rodoviário (DETR), os autos podem resultar, ou não, na aplicação de multas que variam de R$ 86,93 a R$ 4.636,42, assim como a cassação da autorização de operação. No caso de reincidência, os preços das multas dobram de valor.

De 16.471 usuários do modal rodoviário intermunicipal, 14.454 deixaram a capital e 2.017 vieram para Manaus do dia 28 a 1º de maio.

O posto de fiscalização com maior fluxo de passageiros foi o da Ponte Jornalista Phelippe Daou (Ponte Rio Negro), em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), com 5.172 pessoas. A menor incidência ocorreu no posto da Rodoviária de Itacoatiara (a 176 km de Manaus), com 58 pessoas.

Nessa modalidade, os destinos mais procurados foram Iranduba (2.616 usuários – 8,03% do fluxo total da operação), Presidente Figueiredo (2.438 – 7,48%) e Manaus (2.007 – 6,16%).

Do quantitativo de 16.088 passageiros que usaram o modal hidroviário intermunicipal, 11.966 deixaram a capital e 4.122 chegaram a Manaus.

Das 354 embarcações fiscalizadas, nenhuma contava com irregularidades que pudessem resultar em sanções por parte da Arsepam. Nesse modal, o posto de fiscalização com maior movimentação de passageiros foi o de Careiro da Várzea (a 25 km), com 9.021 pessoas. O com menor foi o do Porto de Manaus/Manaus Moderna (Centro), com 7.067 pessoas.

As cidades mais procuradas no transporte aquaviário foram Careiro da Várzea (4.899 usuários – 15,04% do fluxo total da operação), Manaus (4.122 – 12,66%) e Parintins (857 – 2,63%).

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *