Apoio humanitário chega em Autazes no combate às queimadas

O aumento dos focos de incêndio e queimadas na região de Autazes (a 112 km de Manaus) motivaram um conjunto de ações para dar suporte tanto ao meio ambiente quanto às pessoas que residem em comunidades no entorno da sede do município que hoje se encontram em vulnerabilidade social. Somando a este time de apoiadores a Potássio do Brasil, subsidiária da Brazil Potash, vem prestando auxílio humanitário e ambiental ao município de Autazes no combate às queimadas intensificadas com a seca dos rios.

Dentre as ações, a empresa recebeu um pedido de apoio do Conselho Indígena Mura (CIM) para atender os indígenas das 36 aldeias do município com água potável por meio de 1 caminhão pipa. A Potássio do Brasil atendeu ao pedido cedendo dois caminhões pipa para abastecer as aldeias Mura, enquanto durar o problema. A entrega ocorreu neste final de semana na sede do CIM, em Autazes.

Além disso, a empresa doou 40 kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as equipes de brigadistas da Prefeitura de Autazes, visando garantir a segurança de quem está na linha de frente no combate aos incêndios.

Mais de 20 brigadistas estão dia e noite em ação pelas comunidades rurais do município, na tentativa de conter as queimadas da região. O reforço envolve, ainda, diversos órgãos em uma ação integrada comandada pela Secretaria de Meio Ambiente de Autazes, Guarda Municipal, Defesa Civil, Departamento de Trânsito, Centro de Monitoramento por Câmeras (Ciops), Polícia Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiro. A Potássio do Brasil chega para somar dando a sua contribuição.

“É um momento de ajuda humanitária em que todos devem se unir em prol do meio ambiente e, principalmente, das pessoas. Atuamos em parceria com a comunidade e os problemas deles nos afligem também, então estamos somando esforços nesse combate às queimadas no município”, ressalta Adriano Espeschit, presidente da Potássio do Brasil.

A empresa também contribuiu com a doação de cestas básicas ao governo do estado, que deverá encaminha-las às famílias, indígenas e não indígenas, que estão em situação de vulnerabilidade social no estado.

Essa semana foi considerada a pior da história de Autazes, que ficou totalmente coberta por fumaça, conforme relatou o prefeito Andreson Cavalcante. “O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) informou que foram detectados 504 focos de incêndios no Amazonas, desses, 104 somente em Autazes. Estamos no combate e fazendo um apelo à população para denunciar a prática que está afetando a saúde das pessoas daqui e de outros lugares para onde a fumaça vai”, diz o prefeito.

A Potássio do Brasil possui um Projeto para produzir fertilizante de potássio em Autazes e possui o compromisso de desenvolver ações socioeconômicas e ambientais para população.

kli

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *