Carro voador de startup brasileira deve chegar ao mercado em 2024

Você já ouviu falar da Vertical Connect? Se não ouviu, é bom começar a se acostumar com o nome, pois a startup brasileira especializada em aviação civil deve colocar no mercado o Gênesis, seu moderno carro voador, estilo eVTOL (veículo elétrico de pouso de decolagem vertical), ainda em 2024.

Depois de aparecer com bom destaque na edição 2023 da Labace, a empresa verde-amarela projeta a chegada de não um, mas seis diferentes modelos de carros voadores aos céus brasileiros, a partir do 2º semestre de 2024.

Cada um dos eVTOLs terá funções diferentes, que vão desde o auxílio aos agricultores e pecuaristas a um efetivo táxi aéreo, com capacidade para transportar até duas pessoas por trajetos curtos, de, no máximo, 60 minutos de voo.

O primeiro carro voador da Vertical Connect a ser lançado será o GX-AB, que terá capacidade para carregar até 200 litros e será equipado com 2 suportes de irrigação para ajudar pecuaristas e agricultores na missão de cuidar dos campos.

Além deste modelo, os outros carros voadores serão os seguintes:

  • GX-H: Projetado para servir de ambulância aérea;
  • GX-F: Projetado para combater incêndios;
  • GX-P: Projetado para monitoramento policial online;
  • GX-L: Projetado para entregas de carga por empresas de logística, com capacidade para 560 kg;
  • G-X1: Projetado para transportar até 2 pessoas, de maneira rápida e ecológica.

Como é o carro voador brasileiro?

O Gênesis é um carro voador tipo eVTOL 100% elétrico totalmente autônomo. Isso significa que, embora tenha capacidade para carregar até duas pessoas no modelo G-X1, nenhuma delas precisa pilotar o veículo.

O carro voador brasileiro tem 5 metros de comprimento, 4,8 metros de largura e 1,40 metro de altura, e é dotado de 8 hélices e 8 motores elétricos.

Tais configurações dão ao Gênesis a capacidade de voar por até 60 minutos a uma altitude de 1.640 pés (mais ou menos 500 metros) e em uma velocidade máxima de 130 km/h.

A fábrica do carro voador brasileiro fica em Itaitinga, no Ceará, e o projeto encabeçado pela startup nacional saiu do papel graças às parcerias com o governo local, o IFCE (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará), o Banco Nordeste e o Governo Federal.

O preço do modelo mais simples do Gênesis, o G-X1, deve ficar na casa dos US$ 2 milhões, aproximadamente R$ 9,7 milhões, na conversão direta.

kli

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *